Bafões   Diversão   Internet   Música   Noite   Notícias   Sensual   Shows   Twitter

Notícias

   

Ministério da Agricultura interdita fábrica da Backer em BH

 

 Cervejaria é investigada em apuração sobre síndrome desconhecida que matou uma pessoa em Minas. Substância tóxica dietilenoglicol foi identificada em amostras de dois lotes da cerveja Belorizontina

O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) interditou na tarde da sexta-feira (10.01) a fábrica da cervejaria Backer no bairro Olhos D’água, na Região Oeste de Belo Horizonte. Técnicos do ministério foram ao local e decidiram periciar todos os lotes de cerveja da fábrica. 

A Polícia Civil investiga se o consumo da cerveja Belorizontina, da Backer, tem relação com a síndrome desconhecida - chamada pelas autoridades de síndrome nefro neural - que atingiu até o momento 10 pessoas em Minas Gerais. Uma delas morreu. 

O Mapa afirmou que apreendeu 16 mil litros de cerveja e que faz analises laboratoriais em amostras. 

Nesta quinta-feira (9), um laudo da Polícia Civil identificou a substância tóxica dietilenoglicol em amostras do lote 1348 da Belorizontina, das linhas de produção L1 e L2. Ela é usada em serpentinas no processo de refrigeração de cervejas. 

Segundo a corporação, exames de sangue de três pacientes identificaram o dietilenoglicol

Durante coletiva nesta tarde, a diretora de marketing da Backer, Paula Lebbos, afirmou que a cervejaria ainda não havia sido notificada da interdição. Ela chegou a dizer que a produção seria paralisada neste sábado (11) para testes com fornecedores. O advogado da empresa afirmou que após notificação vai recorrer da interdição.

Em nota, a Backer afirmou que não utiliza o dietilenoglicol em sua fábrica no processo de fabricação de qualquer bebida, inclusive a Belorizontina. A empresa disse ainda que que vai trocar ou devolver o dinheiro ao consumidor que tiver a Belorizontina de qualquer lote. 

Notificação do Ministério da Justiça

O Ministério da Justiça notificou a Backer nesta sexta-feira (10) sobre a possível contaminação da cerveja Belorizontina. A empresa tem dois dias para apresentar campanha de recall, ou "comprovações de que o produto não está ligado ao fato" e também informar em quais estados da federação os lotes foram comercializados.

             

COMENTE

Mande sua opinião


Nome:

E-mail:

Telefone:

Mensagem:
;

 

Mais Notícias

» The Week Rio celebra 12 anos com festa grandiosa no Riocentro

 

» Matheus Fabian curte o réveillon em Jericoacoara no Ceará

 

» Sorriso Maroto e Felipe Araujo animaram o Reveillon da Arena Hangar em Divinópolis

 

» Reveillon Sense voltado para o público LGBT atraiu excelente público na Grande BH

 

» Reveillon Sense voltado para o público LGBT atraiu excelente público na Grande BH

 

» Blogueira Luana Victorine curte virada para 2020 na Praça da Liberdade em BH

 

» Socialite Gean de Oliveira curte a virada em Angra dos Reis em festa com ingressos à R$ 2.500 

 

» Réveillon Branco e Amarelo em mansão de R$ 10 milhões agita Contagem (MG)

 

» Reveillon do Iate Tênis Clube é detonado na Internet. Público foi o menor dos últimos 10 anos

   
  

                                       

 

 FERVECAO.COM - Copyright (c)