Bafões   Diversão   Mídia   Música   Moda   Noite   Notícias   Sensual   Shows   Twitter

São Paulo

 

Parada LGBT de SP tem show online de Daniela Mercury e projeção de luzes na av. Paulista

 

Evento foi cancelado presencialmente por conta da pandemia do novo coronavírus, mas foi transmitido virtualmente das 14h até 22h no dia 14 de junho

Pela primeira vez após 23 edições, a Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo foi realizada no domingo (14/6) em ambiente completamente virtual. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o maior evento do gênero no mundo não pôde acontecer presencialmente, mas foi transmitido desde as 14h até 22h pela internet. 

O tema deste ano é a democracia. Mais de 30 mil pessoas acompanharam a transmissão online durante a tarde, com shows, apresentações e debates sobre preconceito, diversidade e racismo. 

Por volta das 20h30 começou um dos shows mais esperados, o da cantora Daniela Mercury. "Vamos continuar lutando contra qualquer tipo de opressão", disse Daniela. Cantoras como Liniker, Mulher Pepita e Gloria Groove também fizeram shows. 

Outros artistas como a ex-spice girl Mel C e o cantor Ricky Martin gravaram mensagens. Pabllo Vittar também deu recado. "Por mais que os tempos pareçam obscuros, tudo isso vai passar", disse a cantora. 

O evento foi aberto com o discurso de Claudia Garcia, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT, entidade responsável pela organização. "Estamos aqui com o mesmo recado, com o mesmo objetivo. Estamos ocupando os espaços de expressão. Por conta da pandemia é um espaço virtual, mas não deixa de ser um espaço que vai atingir milhões. O nosso tema esse ano é democracia. Vamos abrir essa parada fazendo milhões gritarem por democracia, gritarem por respeito, contra o racismo, contra o machismo, contra a LGBTfobia", afirmou Claudia.

O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), também participou com um vídeo gravado, no qual aparece agradecendo aos apoiadores da parada pelo movimento e "recebendo" os turistas na cidade, "ainda que virtualmente"

Além da programação virtual, a Avenida Paulista também recebeu projeção de luzes com as cores do arco-íris. Os prédios de teatros e museus da capital também foram decorados com a bandeira símbolo do orgulho LGBT. 

Em 2019, o evento realizado na Avenida Paulista reuniu cerca de 3 milhões de pessoas, sendo 651 mil turistas e movimentou R$ 403 milhões. Segundo levantamento feito pela Secretaria Municipal de Turismo, a Parada de 2019 também registrou aumento de 78% no número de visitantes em relação a 2017, último ano de estudo.

           

COMENTE

Mande sua opinião


Nome:

E-mail:

Telefone:

Mensagem:
;

 

Mais Notícias

» Morre o Bailarino Henry Neto, nome mais conhecido da dança do ventre em Minas Gerais

 

» Rodrigo Alves conta na TV como virou trans "Não gosto que me chamem de Ken Humano"

 

» Fernando e Sorocaba fazem live em fazenda no interior de São Paulo

 

» Ivete faz live junina para celebrar o São João 2020

 

» Câmara de BH aprova projeto que autoriza eventos culturais no formato de drive-in

 

» Vintage Culture, o DJ Lukas Ruiz, comemora 27 anos em live em São Paulo

 

» Live Elas em Evidência de Chitãozinho e Xororó teve a participação de Paula Fernandes, Simone e Simaria, Naiara Azevedo, Maraia e Maraisa, Alcione e AnaVitória

 

» Joelma faz show com super produção na Band e bomba no Twitter

 

» + Lives Youtube em Junho. Falamansa, Leonardo, Leo Chaves, Luan Santana e Wesley Safadão e Elba Ramalho

 

» Alexandre Pires e Raça Negra bombam no Youtube com a live Gigantes do Samba

   
  

                                       

 

 FERVECAO.COM - Copyright (c)