Bafões   Diversão   Mídia   Música   Moda   Noite   Notícias   Sensual   Shows   Twitter

Carnaval

 

Sem carnaval, economia do Rio vai perder R$ 5,5 bilhões dizem pesquisadores da FGV

  

Não fosse o cancelamento dos festejos, a cidade maravilhosa movimentaria mais de R$ 4,4 bilhões

A economia do Rio de Janeiro vai perder mais de R$ 5,5 bilhões com o cancelamento dos festejos de carnaval, medida adotada para tentar conter o covid-19. O valor representa 1,4% do produto interno bruto da capital fluminense, conforme estudo de pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas. 

Para o estudo, os pesquisadores usaram dados de uma pesquisa da FGV para o Ministério do Turismo sobre os gastos de turistas, estrangeiros e brasileiros, para o Rio durante os carnavais passados. 

Desfiles de escolas de samba, blocos de rua, festas privadas e eventos de toda natureza carnavalesca estão proibidos pelo prefeito da cidade que promete fiscalização rigida durante o momo.

Os turistas de Minas Gerais foram diretamente atingidos pela medida especialmente os LGBTs que costumeiramente vão para a cidade curtir as festas na cidade. 

Sem a folia, a cidade vai ficar irreconhecível e mais triste. 

 

Sambódromo ganha iluminação especial pelas vítimas da Covid e profissionais de saúde recebem a chave da cidade

A Prefeitura do Rio inaugurou na noite da sexta-feira (12/2) uma iluminação especial na Marquês de Sapucaí para homenagear as vítimas de Covid-19 na cidade. 

O prefeito Eduardo Paes também entregou a chave da cidade, tradicionalmente dada ao Rei Momo na sexta-feira de carnaval, a profissionais de saúde que atuam na linha de frente. 

Entre elas, Adélia Maria dos Santos, de 71 anos, que trabalha na Secretaria Municipal de Saúde desde 1979 e é uma das fundadoras do Programa de Imunização da cidade. Foi dela também a primeira dose de vacina aplicada no Rio, em cerimônia no Cristo Redentor.

A avenida, por onde passam as escolas de samba, ganhou luzes com as cores das agremiações do carnaval carioca.

Segundo a prefeitura, a homenagem vai permanecer na Sapucaí pelo período em que duraria o carnaval, desta sexta até o sábado (20/2), quando seria realizado o Desfile das Campeãs. 

A Marquês de Sapucaí e a Praça da Apoteose ficarão iluminadas todas as noites até a meia-noite. Outro objetivo é que as luzes também sejam uma forma de lembrar das vítimas do coronavírus que fazem parte do mundo do samba.

          

COMENTE

Mande sua opinião


Nome:

E-mail:

Telefone:

Mensagem:
;

 

Mais Notícias

» Lucas Penteado beija Gilberto em festa do BBB21 e deixa programa após em seguida

 

» Era cilada, diz Anderson do Molejo, que poderá fazer acareação, sobre acusação de estupro

 

» Morre de covid "Maravilhosa", travesti que ficou famosa após desfilar durante reportagem

 

» MC que acusou Anderson do Molejo de estupro presta novo depoimento

 

» Modelo de máscara contra covid usada por Nayla Brizard e cabeleireiro famoso vira piada nas redes sociais na Grande BH

 

» Promoter apanha após não pagar cachês em festa clandestina em Brasília. Festas clandestinas de norte a sul do país bombam em janeiro

 

» De cantores a jornalistas: famosos que aplaudiram Bolsonaro ofendendo a imprensa

 

» Polícia do Rio prende dois garotos de programa por golpe de boa noite cinderela em clientes

   
  

                                       

 

 FERVECAO.COM - Copyright (c)