Bafões   Diversão   Mídia   Música   Moda   Noite   Notícias   Sensual   Shows   Twitter

Diversão

 

Festas clandestinas e eventos legalizados com aglomerações marcaram janeiro no Brasil da covid

  

Promoter de clandestina em Brasília apanhou de contratados após não pagar cachês. Pandemia agravou no país com o negacionismo

O Brasil vive a segunda onda do coronavírus e as festas clandestinas e eventos espalhados pelo país tem grande responsabilidade pela situação de caos. O negacionismo e a falta de empatia com a situação das pessoas em grupos de riscos são o mais grave.

Desde o réveillon, centenas de festas e baladas estão cheias em todas as regiões com pessoas sem máscara e nem um pouco preocupadas em espalhar a doença. 

Segundo o ex-ministro da saúde, em 60 dias, o Brasil pode viver uma mega pandemia sem controle com milhares de mortos pela covid. 

Em Brasília, uma pool party clandestina virou caso de polícia após um promoter LGBT contratar mais de 20 DJs e vários prestadores de serviço e não pagar o cachê. Em imagens divulgadas nas redes sociais, houve uma agressão generalizada ao promoter que se viu uma situação deplorável. 

No Rio de Janeiro, festas gay ainda estão bombando em barcos pela baia de Guanabara e em pool parties. Na Barra teve festas vips para o público emergente em boates da moda.

Em Santa Catarina são as festas vips em Jurerê Internacional que tem muita gente bonita e rica aglomerada nas famosas boates da ilha catarinense.

No Maranhão, vários shows com milhares de pessoas marcaram a posse de prefeitos eleitos na última eleição.

Em São Paulo teve balada em Mansão no Morumbi, baladas na região da Mooca e bailes funks nas comunidades. No interior do estado também teve muita aglomeração em várias baladas. 

Na Bahia teve show de pagode com muita gente sem máscara. 

Em Goiás, foram as baladas sertanejas que dominaram em diversas casas noturnas famosas da cidade.

Em Minas Gerais, janeiro quase não teve festas clandestinas e as baladas da grande BH seguiram um rígido protocolo de distanciamento e segurança para seguirem abertas sem espalhar a covid. 

Ferveção fez um resumão de tudo que rolou de norte a sul do país de mais relevante no primeiro mês de 2021

          

COMENTE

Mande sua opinião


Nome:

E-mail:

Telefone:

Mensagem:
;

 

Mais Notícias

» De cantores a jornalistas: famosos que aplaudiram Bolsonaro ofendendo a imprensa

 

» Polícia do Rio prende dois garotos de programa por golpe de boa noite cinderela em clientes

 

» Minas Gerais bate recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas e ultrapassa 700 mil infectados

 

» Influencer Ygona Moura morre vítima da Covid-19

 

» Promoter Tiago Romano divulga foto de bundalelê com namorado no Ceará

 

» DJ Rapunzel passeia de iate e jet-ski na Lagoa Várzea das Flores

 

» Após nudes, apresentador da Globo se assume e mostra namorado

 

» Minas Gerais tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas, com mais de 200 óbitos notificados

 

» Posse de Joe Biden como presidente dos EUA tem Lady Gaga e Jennifer Lopez

   
  

                                       

 

 FERVECAO.COM - Copyright (c)